RECUPERAÇÃO DE CRÉDITO

Lucro x Inadimplência.
De conhecimento notório que um dos grandes fatores de insucesso empresarial é o elevado índice de inadimplência. Na maioria das vezes, o empresário é obrigado a socorrer-se de seu próprio capital de giro ou de empréstimos bancários a fim de suprir a falta de pagamento pelos seus clientes, absorvendo o lucro e a rotatividade da empresa.

Destinada a sanar ou minimizar a inadimplência, a área de recuperação de crédito atua de forma administrativa, procurando, sobretudo, evitar os efeitos da mora e o alto custo das demandas judiciais. Na impossibilidade de recebimento amigável, envolve a propositura de ações judiciais de cobrança e de execução, destinadas a recuperação do crédito não satisfeito pelo devedor.

Logo, é fato inegável que o setor de recuperação de crédito ganhou status de setor estratégico em uma empresa no sentido de minimizar a inadimplência e garantir a saúde financeira do negócio. Trata-se, portanto, não mais de uma opção ao empresário e sim de uma medida obrigatória que visa resguardá-lo de eventual crise financeira gerada pela falta de recebimento de seus créditos